• Existe um sistema de símbolos gráficos aplicados nas embalagens dos produtos, para ajudarem o consumidor a verificar a qualidade do produto, bem como da segurança associada a esse produto, ou mesmo das normas ambientais que ajudam a decidir como tratar as embalagens após consumo.

  • Símbolo de Ponto Verde

    O símbolo Ponto Verde foi criado pela Sociedade Ponto Verde ©, uma entidade privada constituída para promover a recolha selectiva de resíduos e embalagens, bem como a sua reciclagem e retoma a níveis nacionais. Esta sociedade é constituída por diversas empresas como embaladores/importadores, fabricantes de embalagens, distribuidores e autarquias, que visam formar um circuito denominado de Sistema Integrado de Gestão de Resíduos de Embalagens (SIGRE) de forma a promover as obrigações ambientais e legais nesta matéria. O sistema ponto verde visa, então, diminuir desta forma a quantidade de resíduos depositados em aterro.

  • Símbolo Comunidade Europeia

    Um dos símbolos com qual o consumidor tem mais contacto é com o símbolo de marcação em conformidade com união europeia.
    Apesar da maioria (cerca de 90%) dos inquiridos no nosso estudo reconhecer o símbolo, ninguém sabe o que significa este símbolo. A grande parte dos inquiridos pensa que este símbolo significa que o produto foi produzido na União Europeia. Na verdade, o significado deste símbolo ainda suscita algumas dúvidas uma vez que corresponde às expressões Comunidade Europeia e Conformidade Europeia.
    Teoricamente, todos os produtos fabricados dentro da união europeia deverão ter esta marcação, que “garante” a adequação do mesmo às directivas europeias.
    Esta marcação pode ser atribuída a um produto por duas vias:
    • por um organismo independente de certificação;
    • pelo próprio fabricante.
    Esta é provavelmente a razão de existirem no mercado europeu, brinquedos perigosos com marcação CE, pois o fabricante julga por si só se os seus produtos se adequam às normas em vigor.

  • Associados aos próxmios ícones surgem regras de sinalética e normas de utilização para que o utilizador/consumidor o possa identificar de imediato.
    Os ícones só podem ser usados em embalagens que não sejam reutilizáveis, que se transformem em resíduos urbanos, que não contenham resíduos classificados como perigosos e cujas embalagens de produtos não contrariem as regras de deposição do sítio da SPV. Uma vez respeitando estes pontos, a responsabilidade de utilização do símbolo continua a ser das empresas que o utilizarem.
    Desta forma as empresas devem portanto equacionar qual a informação a colocar de acordo com o material da embalagem ou, no caso de existir mais do que um componente, qual o material em maior quantidade, regra do material “dominante”, para que resulte numa separação lógica e fácil.
    O ícone que deve ser aplicado a materiais “plástico” e “metal” e sugere que devam ser colocados no Ecoponto Amarelo. O ícone que se refere ao “papel/cartão” para depositar no Ecoponto Azul, por fim temos o ícone respeitante ao Ecoponto Verde para o material “vidro”.
    Nas normas de utilização existe igualmente critérios referentes a cores e tamanho dos ícones que têm de ser respeitados pelas empresas de forma a mater uma uniformidade reconhecida pelos consumidores/utilizadores das embalagens. É aconselhada a utilização das cores dos respectivos Ecopontos embora esta escolha não seja obrigatória. Não é permitindo alterar as formas ou proporções aos elementos do ícone, nem ao próprio ícone. As tonalidades devem ser diferentes para o ícone e para o seu fundo e não devem ser cores diferentes nos vários elementos do ícone. Não se podem acrescentar ou retirar elementos nem destacar uns em relação aos outros. [5]
    É recomendada uma dimensão mínima de 7x7mm de forma a que a sinalética seja legível e de perfeita visibilidade. Para isso as técnicas de marcação também são sugeridas, volfragem, serigrafia são algumas das hipóteses.

Empresa Produtos Marcas Qualidade FAQ's Contatos
© 2011 Estrelalimentar , todos os direitos reservados | desenvolvimento e